Sustentabilidade: a diferença entre consciência e sensibilização
Inovação / Sustentabilidade

 

“Somos uma empresa com consciência ambiental. É muito bonito quando uma organização levanta essa bandeira e defende a sustentabilidade. É muito feio quando isso é apenas da boca pra fora, e não são poucas as empresas que vestem essa máscara.

Consciência ambiental praticamente toda empresa medianamente administrada tem. Sensibilidade para a causa, nem todas.

 

Além da consciência ambiental, sensibilização

 

 

Ter consciência ambiental é compreender que é preciso cuidar do meio ambiente e passar a assumir uma postura sustentável, em todos os sentidos, perante a sociedade. Essa é a parte fácil, já que percebemos diariamente todos os males que surgem do comportamento ambientalmente irresponsável, assim como notamos, vez ou outra, os benefícios quando respeitamos nosso ambiente. Ter consciência é o começo, mas não o fim.

 

 

A maioria das empresas têm consciência ambiental e até simulam serem sustentáveis, mas com ações medíocres apenas. Aí é que entram as ações de sensibilização.

 

 

Sensibilização para a sustentabilidade é fazer com que as pessoas deem a devida importância à responsabilidade ambiental e comecem a agir espontaneamente e regularmente para reverter a situação na qual nos encontramos. A sensibilização também pode tornar as pessoas e, em alguns casos, as empresas, agentes evangelizadores para a sustentabilidade.

 

Não basta apenas saber que é importante tornar-se cada vez mais sustentável, mas também é preciso praticar essa sustentabilidade e estimulá-la. Consciência ambiental, quando não é traduzida em ações consistentes, é apenas uma mensagem numa garrafa boiando no oceano.

 

 

Por Gabriel Galvão. Ponto Marketing

eitodos | Agência Digital

Comentários